Home / Facebook / Primeira reunião do projeto “Se esta rua fosse minha” é realizada na Sabsa

Primeira reunião do projeto “Se esta rua fosse minha” é realizada na Sabsa

Objetivo foi pedir apoio de vários setores da cidade para a idealização do projeto

Por Malu Rosato

O projeto “Se esta rua fosse minha”, da Sociedade Amigos do Bairro Santa Angelina (Sabsa) começou a se tornar realidade, na noite da quinta-feira, dia 19, no auditório da entidade, quando ocorreu a primeira reunião referente ao projeto de autoria do presidente da casa, José Carlos Porsani.

Este projeto tem por finalidade proporcionar aos moradores da Rua Manoel Rodrigues Jacob, do bairro Santa Angelina/Araraquara-SP, um melhor conhecimento do local em que vivem, além de despertar o amor e os cuidados que as pessoas devem ter pela rua onde moram, como também pela cidade.

Objetivos definidos

O objetivo é favorecer a integração dos moradores da rua, do bairro e da cidade, ampliando o conhecimento histórico, humano e cultural do local em que vivem, além de integrar os moradores, incentivando-os a preservar o ambiente de forma solidária e assim promover a segurança.

Para a realização desta reunião foram convocadas secretarias do Governo Municipal (Obras, Serviços Públicos, Meio Ambiente, Trânsito e Segurança), Policia Militar, Departamento Autônomo de Água e Esgotos de Araraquara (DAAE), Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL) e Academia de Letras Araraquarense.

Ações

Como resultado da apresentação da História da Rua, e seus principais problemas, os representantes de cada setor envolvido, citaram durante reunião, de que forma cada um poderá contribuir para a melhoria do local.

Segundo Coca Ferraz, vice-prefeito e coordenador de mobilidade urbana, o projeto tem amplo apoio da Prefeitura Municipal. “Poucas cidades tiveram esta ideia, por isso desde já deixo os parabéns pela iniciativa do Porsani. Estou muito animado com a ideia e deixo aqui uma ressalva de que vamos começar este projeto com as modificações no trânsito”, afirmou.

Já para o Capitão Alan, do 13º Batalhão da Polícia Militar, a ideia de trabalhar a “vizinhança solidária” com a população começou em uma cidade ao lado do município de Campinas, onde implantaram um sistema para que um dos bairros tivesse mais segurança. Hoje, já pode ser observado que o projeto vem se estendendo para vários outros lugares. “Nós da Polícia Militar sem dúvida iremos contribuir com esta iniciativa, dando palestras sobre “vizinhança solidária”, instruindo as pessoas como fazer para cooperar com tal iniciativa”, disse.

Para Porsani se cada um de nós fizermos uma parte, juntos obteremos resultados gratificantes, além de tornarmos a Rua Manoel Rodrigues Jacob, uma rua modelo para a cidade. “O Natal Iluminado, é um exemplo dessa união”, comentou.

Fernando Braga, que representou o secretário de meio ambiente da cidade, disse que a secretaria irá apoiar no que for necessário para a execução do projeto, além de realizar um trabalho em conjunto com o Departamento Autônomo de Água e Esgotos de Araraquara (DAAE), já que ambos dividem funções do mesmo segmento.

Uma outra iniciativa que dará vida à um trecho da rua, mas que para acontecer haverá o apoio da Academia de Letras Araraquarense, é a realização do projeto que já existe há oito meses e que leva escritas poéticas para a área urbana. De acordo com Sônia Maria de Souza Guzzi, membro da academia essas escritas são feitas por grafiteiros e será aplicado nas paredes em torno da Praça de Santa Ângela.