Home / Facebook / A SABSA completa 40 anos de fundação

A SABSA completa 40 anos de fundação

Ao comemorar 40 anos de atividades a SABSA, como é conhecida, tem uma longa história para apresentar aos seus quase 3 mil associados e por extensão a toda cidade. Ela é a mais antiga associação de bairro em Araraquara, uma das mais conceituadas do país e que sobreviveu aos planos econômicos e desafios pela ousadia e persistência dos seus diretores, um deles José Carlos Porsani, presidente por 11 vezes. “Cada vez que conto a história da SABSA me emociono e sinto um orgulho muito grande, pois não foi um trabalho isolado e sim de todos os amigos que temos no bairro de Santa Angelina”. A associação na verdade nasceu motivada pela carência de infraestrutura do bairro nos anos 60, recorda Porsani. “Uma das regiões mais carentes em Araraquara era o Santa Angelina. A Maria de Lourdes, Enfermeira Chefe do Serviço Especial de Saúde veio a Araraquara com um grupo de estagiárias de vários estados e também do exterior. Visitando os bairros ela sugeriu a criação de sociedades amigos em Araraquara porque acreditava ser o caminho correto e rápido para resolver a carência de infraestrutura que apresentavam na época”. No Santa Angelina, no dia 5 de dezembro de 1974, Maria de Lourdes, indo de casa em casa, convocou os moradores para o primeiro encontro, em uma barraca ao lado da praça da igreja de Santa Ângela. Estavam presentes José Rodrigues Gomes (Seo Juca) que seria o primeiro presidente da SABSA, os professores Alcyr Azzoni e José Maria Lopes, José Carlos Porsani, Francisco de Assis Braga, Francisco Olavo de Souza Lima, Antonio Carlos Fargoni, Antonio Luis Borsari, Ademar Veloso de Almeida, Irma Faglioni e o saudoso Ariovaldo Correa. Na mesma noite foi constituída a Sociedade Amigos do Bairro de Santa Angelina sendo presidente da diretoria executiva o “Seo Juca” e do Conselho Deliberativo o professor José Maria Lopes. Porsani ficou como Diretor de Saúde, a pedido da enfermeira e também pela função que tinha como proprietário de farmácia (a Drogalar), juntamente com seu sócio Francisco Olavo de Souza Lima. As primeiras ações da entidade ficaram concentradas em um trabalho educativo junto à comunidade que passou a ter mais força para reivindicar melhorias no bairro. Segundo Porsani, foi oportuno a SABSA contar com prestação de serviços da Faculdade de Serviço Social de Araraquara que dispunha de 10 estagiárias, sob orientação da professora Carmem Corrêa e, no trabalho de campo, a supervisão de Maria Cecília Sambrano. O trabalho se desenvolveu inicialmente na periferia do bairro, voltado para Educação e Saúde. Paralelamente, ocorria o acompanhamento pela professora e assistente social Marlene Ferreira (hoje trabalha na Petrobras), que comparecia em todas as reuniões da SABSA para apresentar um relatório das atividades.  O segundo presidente da SABSA foi Francisco de Assis Braga; José Carlos Porsani ficou como vice presidente, acumulando a função de Diretor de Saúde. No entanto, dois anos depois chegou à presidência, alternando a administração da entidade com outros dirigentes: José Rodrigues Gomes, Francisco de Assis Braga, José Antônio Bonavina, Laerte Paulo Frangiotti, Terezinha Nigro, Marisa Gonçalves Porsani e Maria Ignez Balducci Nayme. Mas foi Porsani que mais presidiu a SABSA: 11 mandatos. “Para isso”, justifica Porsani, “tive que contar com o apoio de todos os prefeitos, pois entendia ser a SABSA um patrimônio da cidade. Assim foi com Clodoaldo Medina, que doou o terreno para construção da sede, colaborando com seu desenvolvimento pois se preocupava com a Educação.  Por reivindicação da SABSA ele levou asfalto e transporte público ao Jardim D Pedro I que estava se formando e também o plantio de árvores”. Para o líder da SABSA, o prefeito Waldemar De Santi foi um dos grandes incentivadores da SABSA. “Era uma pessoa simples que aparecia sempre na entidade para acompanhar as obras de construção da sede”. E foi De Santi que criou no bairro a creche de Santa Angelina “Cyro Guedes Ramos”, a Unidade Básica de Saúde “Raphael Sorbo”, promoveu a abertura de ruas e avenidas e implantou programas de Segurança. O prefeito Roberto Massafera, dando continuidades a este trabalho, apoiou a diretoria da SABSA, principalmente nas áreas de Educação e Esporte, como complemento aos projetos anteriores. Foi Massafera que estabeleceu mão única de direção nas avenidas e ruas por intermédio de Coca Ferraz, que já era seu diretor de Trânsito. Em seguida, ao voltar à Prefeitura Municipal, Waldemar De Santi apoiou a SABSA que reivindicava a vinda das agências bancárias para o bairro. Com isso o Santa Angelina pode contar com o Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Banco Itaú e Bradesco. Depois de inaugurar as agências do Banco do Brasil e Itaú, De Santi pediu que a SABSA, além do atendimento às crianças, também tivesse projeto voltado para os idosos recebendo então, como doação, uma área de 700 m² para construir seu Centro Cultural. Na administração seguinte, o prefeito Edinho Silva assinou convênio disponibilizando a mão de obra de pedreiros e serventes, ficando o prédio concluído no mandato de Marcelo Barbieri que promoveu a inauguração em 2013. “O prefeito Barbieri e a presidente do Fundo Municipal Zi Barbieri têm apoiado e contribuído com os projetos sociais da SABSA”, reconhece Porsani. No entanto, outra colaboração significativa veio da Pró Vida que concedeu 35% de todo material utilizado na construção do Centro Cultural. “Entendo”, diz Porsani, “que este é um momento de agradecimento e reconhecimento a todos que ajudaram nestes 40 anos da SABSA: diretores, voluntários, assistentes sociais, funcionários, a imprensa de Araraquara, que sempre apoiou e divulgou nosso trabalho, empresários, os Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário de Araraquara, a Policia Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, a comunidade que prestigia comparecendo aos bingos, almoços, jantares, ou para saborear a nossa deliciosa  Kafka servida  em eventos. A continuidade do nosso trabalho depende de toda essa colaboração”, finaliza o presidente. Até hoje, a grande prioridade da SABSA sempre foi a adoção de projetos voltados para crianças de 6 a 14 anos e de 14 a 16 anos com cursos profissionalizantes, além de oferecer aos seus associados cursos gratuitos de informática, yoga, dança do ventre, dança & vida mulher, zumba, artesanato, escola de moda, dança se salão, culinária e também outros, em ocasiões especiais. Ainda recentemente, a SABSA estabeleceu parceria com o Supermercado 14 para realizar o II Concurso Natal Iluminado, visando motivar os moradores do bairro de Santa Angelina a enfeitarem suas casas lembrando o nascimento de Jesus e criando um clima de festa no bairro. A inscrição e votação podem ser feitas através do site www.sabsa.com.br ou pelo facebook SABSA SANTA ANGELINA. Em breve, a entidade lançará o projeto “Se essa rua fosse minha”, formando parceria com as secretarias da Prefeitura, DAAE, Policia Militar, Guarda Municipal, Universidades e moradores, investindo todo seu trabalho inicialmente na revitalização da Rua Manoel Rodrigues Jacob, em toda sua extensão.