Home / Facebook / Salão de festas da Sabsa passará por reformas

Salão de festas da Sabsa passará por reformas

Transformações na fachada e no interior tornarão o ambiente um espaço modelo para festas

Por Malu Rosato

O projeto arquitetônico que será executado no salão de festas da Sociedade Amigos do Bairro Santa Angelina (Sabsa) foi entregue pelas arquitetas Dagmar Bizzinotto e Luciana Meireles, para a Diretoria Executiva e o Conselho Fiscal da entidade.

A reforma do prédio visa a melhoria em toda a estrutura física do salão, além de melhor atender a todos os requisitos necessários dentro de um ambiente de múltiplo uso. Estas obras resultarão em transformações, não só no interior, como também na fachada, trazendo para os usuários do recinto, um espaço modelo para a realização de festas, eventos e confraternizações. Segundo José Carlos Porsani, presidente da Sabsa, com a realização da reforma, o salão passará a ser referência na cidade.

Atualmente o salão possui um amplo espaço com capacidade para aproximadamente 400 pessoas, além de banheiros (masculino e feminino), cozinha (instalações), churrasqueira, cadeiras, mesas, freezer, caixas térmicas, som, telão e gás.

Água das chuvas

Outra novidade é a implantação de duas caixas de retenção para reuso de águas pluviais. A ideia é do engenheiro civil e diretor de patrimônio da Sabsa, Nivaldo Rossi. A duas caixas de retenção armazenarão águas de chuva para reutilização em torneiras de limpeza de quintais, irrigação para jardins e campo de futebol e até mesmo bacias sanitárias.

Para Rossi, com a iniciativa da reforma no salão foi possível verificar que haveria um setor defronte a fachada que seria reaterrado e ficaria sem uso. “Foi, então, que ao invés de se aterrar o local, decidimos fazer um tanque de aproximadamente 30 mil litros de capacidade, que servirá para reter a água de chuva trazida através do telhado e das calhas existentes”, afirmou. O excesso será lançado para a via pública.

“Essa é uma prática cada vez mais utilizada em condomínios, prédios de apartamentos e shopping centers, pois podemos aproveitar a água da chuva imprópria para o banho e cozinha. Mesmo assim esta é uma forma de economizarmos esse importante bem, que, muitas vezes, é desperdiçado em lavagens de calçada e no jardim. A água não é um bem eterno e é necessário ser preservada”, afirmou.

De acordo com Porsani, essa iniciativa mostra o quanto a Associação se preocupa com o reaproveitamento e a sustentabilidade, principalmente da água. O mais recente período de estiagem despertou essa necessidade.

Em breve mais informações sobre o projeto poderão ser conferidas na integra no site www.sabsa.com.br ou Facebook (Sabsa Santa Angelina) e Fan page (Sabsa Araraquara).